Rapidez, praticidade e variedade são essenciais no processo de compra de produtos e serviços do consumidor moderno. O público anseia por materiais de qualidade, que atendam as suas necessidades. Desta forma, cada vez mais pessoas migram para as compras online, onde a internet torna-se uma grande vitrine virtual. Tudo o que você precisa pode se encontrar há alguns cliques. Porém, para empresas e empreendedores, desbravar a internet requer estratégia, planejamento e investimento.

 

Nos passos iniciais, está a escolha entre o e-commerce ou o marketplace, cada um com benefícios e desvantagens. O e-commerce aparece como uma excelente opção para quem busca o negócio próprio com flexibilidade. A palavra e-commerce é uma abreviação para electronic commerce que, basicamente, designa o comércio que é realizado online.

 

A loja online, quando desenvolvida com seriedade e compromisso, possibilita um aumento no alcance das vendas. O novo canal traz visibilidade à sua marca, permitindo que o consumidor compre no horário que desejar, com segurança e abertura para navegar com tranquilidade até encontrar o desejado produto.

 

Os modelos de negócio online são amplos. Além da definição entre marketplace e e-commerce, é preciso decidir qual público atingir. Esta é uma decisão mais fácil quando o empreendedor já conta com a loja física. Na criação da loja virtual, as opções podem envolver a venda para o consumidor final, conhecida como B2C, ou a venda entre empresas, comumente chamada de B2B.

 

No entanto, o empreendedor deve estar ciente de que a criação de um e-commerce envolve tempo. A estratégia de divulgação e lançamento deve ser planejada com antecedência, para que os acessos e eventuais vendas aconteçam. Apesar de 25% dos consumidores brasileiros comprarem pela internet, a desvantagem está nas amplas opções disponíveis. Qualidade e seriedade são fundamentais para que a sua loja tenha destaque. Estude, planeje e invista num futuro promissor, neste mercado que segue em alta.

A experiencia da compra e venda online