Ainda no clime de volta às aulas, a Interativacom apresenta para você algumas dicas da Revista Exame de aplicativos móveis que podem ajudar na hora de compartilhar trabalhos, fazer anotações ou lembrar dos conteúdos.

Evernote

Com versões para Windows, Mac, Android, iOS e Windows Phone, o Evernote é uma excelente opção para anotações em aula, principalmente pela sincronização automática de dados que faz entre vários dispositivos.

As notas ficam armazenadas num servidor que suporta o upload de até 40 MB mensais – mediante uma mensalidade, essa capacidade aumenta para até 500 MB. Entre outros recursos, o aplicativo ainda faz reconhecimento de caracteres em imagens coladas nas anotações, pode capturar trecho de páginas na web com um clique (com a ajuda de um add-on) e pode gravar áudio. O app só perde um pouco da utilidade no Windows Phone, ofuscado pelo ótimo OneNote.

Google Docs/Drive

A suíte online de edição de textos, planilhas e apresentações do Google ainda é simples, embora tenha ganhado uma série de recursos de uns tempos para cá. O que mais chama atenção, no entanto, é a boa e velha edição conjunta, que ajuda (e muito) na hora de escrever um trabalho ou montar uma apresentação.

O serviço funciona como parte do Google Drive. Dessa forma, o usuário tem um espaço de 15 GB na nuvem para guardar arquivos criados e editados e ainda pode sincronizá-los rapidamente em aparelhos com Android e iOS.

Office Web Apps

A melhor forma de evitar problemas de formatação – e sustos – abrindo arquivos nos formatos do Office talvez seja abri-los na versão online da suíte da Microsoft. O Office Web Apps traz versões simplificadas, com menos recursos, do Word, do PowerPoint e do OneNote para rodar direto do navegador. Ainda assim, os apps não apresentam problemas na hora de abrir arquivos criados com as aplicações para desktop.

Da mesma forma que acontece com o Google Docs e o Google Drive, os Web Apps têm integração com o SkyDrive. Os arquivos criados neles podem ser guardados em um disco virtual de 7 GB (gratuitos), ficando acessíveis depois em outros computadores ou mesmo aparelhos com Android, iOS e WP – neste último caso, o Office pré-instalado facilita ainda mais as coisas.

Dropbox

O Dropbox é outra ótima opção para ajudar em um trabalho em grupo. O serviço não apenas armazena arquivos na nuvem, como também permite compartilhar os itens e diretórios entre vários usuários. Eles podem acessá-los e editá-los nas próprias máquinas. Depois, é só devolvê-los para que outras pessoas os vejam e continuem o trabalho em outros dispositivos – com Windows, Mac, Linux, Android ou iOS ou mesmo na web.

O pouco espaço gratuito (2 GB) não deve ser problema para trabalhos escolares ou acadêmicos mais simples, mas pode ser aumentado – cada indicação de novo usuário dá a você mais 500 MB de espaço, podendo chegar a até 18 GB.

Gravadores de voz

Ouvir as aulas novamente é uma boa forma de estudar, e há várias de se fazer isso. Além dos apps padrão que já vem em alguns smartphones, algumas boas alternativas gratuitas trazem alguns recursos a mais. É o caso do Voice Recorder, do Android, que, depois que termina de gravar, permite subir o áudio (um arquivo 3GP) direto para a nuvem do Google Drive.

O Dictonic, do iOS (ao lado), segue a mesma linha, mas se conecta também ao Dropbox. Além disso, conta com controles para ajustar a qualidade do som da gravação, partindo dos 32 kbps (arquivos pequenos) e chegando aos 192 kbps (arquivos maiores, de boa qualidade). No Windows Phone, uma boa opção é o Pocket Recorder, que grava em MP3 e se integra ao Skydrive.

Feedly

Manter-se atualizado é essencial, seja na escola ou na faculdade. E além de revistas e jornais, uma boa forma de fazer isso é contar com um bom leitor de RSS, como é o caso do Feedly. A vantagem do app sobre outros do mesmo gênero é a versatilidade: além de ser um plug-in para Chrome e Firefox, ele pode ser baixado e instalado em aparelhos com Android e iOS.

A interface nos navegadores é bem organizada, e mostra os feeds de notícias do lado direito da tela, com as notícias em si ocupado o resto da janela. Você pode pesquisar e adicionar as fontes que quiser e ainda organizá-las por assunto, para facilitar na hora de ler sobre um determinado tema.

MyScript Calculator

Com versões para Android e iOS, a MyScript Calculator é uma calculadora diferente, para dizer o mínimo. Em vez de um teclado numérico, ela funciona na base do reconhecimento de caracteres: você escreve as contas que deseja fazer, e ela dá o resultado logo em seguida. O app trabalha com operações básicas (soma, subtração, multiplicação, raiz quadrada e porcentagem) e mais complexas (seno seno, cosseno e tangente de ângulos, log, números fatoriais e mais).

A MyScript é uma ótima opção, mas se preferir uma calculadora mais “séria”, a M48, para iOS, e a Droid48, para Android, podem servir. Ambas simulam na tela do smartphone a calculadora científica 48G da HP, dando ao usuário um série imensa de recursos.

Kingsoft Office

Boa opção de suíte de escritório gratuita para Android e iOS, o Kingsoft Office traz apps para editar texto, planilhas e apresentações e tem boa compatibilidade. Ele abre e salva arquivos nos formatos DOC, DOCX, XLS, XLSX, PPT, PPTX, TXT e PDF – das versões mais antigas e mais novas do pacote Office da Microsoft.

Além de ser compatível com as principais extensões, o app conta com bons recursos para edição e formatação. Outro ponto interessante do Kingosft Office para os dispositivos móveis é a integração com serviços de armazenamento na nuvem. Ele não se limita a abrir e salvar arquivos apenas localmente, conectando-se também ao Google Drive, ao Dropbox e ao Box. O programa tem versão para Windows, mas não para WP – embora este já conte com um Microsoft Office bem completo pré-instalado.

Fonte: Exame.com